Make your own free website on Tripod.com

Cruz e Souza

Biografia | Obra: Flores do Mar

Biografia
João da Cruz e Souza nasceu em Desterro, atual Florianópolis, capital de Santa Catarina, em 24 de novembro de 1861, de pai escravo e mãe alforriada. Após o curso secundário no Ateneu Providencial Catarinense vive no magistério. Pouco depois, engaja-se numa companhia teatral (1881), e percorre o país. De regresso, lança com Virgílio Várzea um jornal de orientação republicana e abolicionista, que circulou até 1889. Nessa altura, anda impregnado de idéias naturalistas.
Em 1890, transfere-se para o Rio de Janeiro, onde progride seu afastamento do Naturalismo e sua aprocimação do Simbolismo. Em 1893, publica Broquéis e Missal. Em 1896, sofre com a morte do pai e a loucura da esposa. No seguinte, descobre-se tuberculoso. Muda-se para Sítio, Minas Gerais, na esperança de melhora, e lá falece a 19 de março de 1898. Nesse mesmo ano, safram suas Evoluções, poemas em prosa. Em 1900, publicavam-se Faróis, e em 1905, Nestor Vitor recolhia-se os Últimos Sonetos. Em 1923-1924, o referido crítico publicou-lhe, no Rio de Janeiro, as Obras Completas, em dois volumes.

Flores do mar


Cruz e Souza

És da origem do mar, vens do secreto,
do estranho mar espumaroso e frio
que põe rede de sonhos ao navio
e o deixa balouçar, na vaga, inquieto.

Possuis do mar o deslumbrante afeto,
as dormências nervosas e o sombrio
e torvo aspecto aterrador, bravio
das ondas no atro e proceloso aspecto.

Num fundo ideal de púrpuras e rosas
surges das águas mucilaginosas
como a lua entre a névoa dos espaços...

Trazes na carne o eflorescer das vinhas,
auroras, virgens músicas marinhas,
acres aromas de algas e sargaços...

 

Parar

Play/Pause

Diminuir Volume

Aumentar Volume


  Clique "Play" para ouvir a leitura...

topo da página

bibliografia: