Make your own free website on Tripod.com

João Cabral de Melo Neto

Biografia | Obra: A mulher e a casa

Biografia
João Cabral de Melo Neto nasceu em Recife, em 1920. Passou toda a sua infância nas propriedades rurais da família, convivendo com lavradores, que iriam ser retratados, mais tarde, em sua obra Morte e Vida Severina.
Em 1942, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde lançou seu primeiro livro: Pedra do Sono, demonstrando extremo rigor formal. Em 1945, ingressou na carreira diplomática e foi servir em Barcelona, na Espanha, onde conheceu o pintor Joan Miró. Trabalhou também nos Estados Unidos, na Europa e na Ásia.
Com o poema O Cão Sem Plumas (1.950), Cabral passou a se preocupar mais com temáticas sociais, como aconteceu com diversos poetas nas décadas de 50 e 60. Esse poema mostrava bem sua aversão a poemas melosos e muito românticos, já que ele usava versos secos nos quais as emoções eram pensadas, as imagens construídas e tudo o que era supérfluo, ou enfeitado de plumas, rejeitado.
Uma característica de João Cabral era o fato de que ele procurava sempre “despertar” as pessoas para a realidade da vida, através de poemas que buscassem acabar com o “abismo que separa o poeta de seu leitor”. Para isso, fez textos para serem lidos em auditórios e textos para serem lidos em silêncio. Aproximou, em sua obra-prima O Rio, o verso da narrativa e recuperou formas populares em Auto do Frade e em Morte e Vida Severina (1965).
João Cabral costumava lidar com a morte no território em que mais se sentia à vontade: na poesia. Em seu livro Agrestes (1985), chegou a dedicar uma seção inteira ao tema. Sua preocupação com ela vinha de muito longe: obcecado pelo fim da própria existência, culpava a educação católica por esse temor, que classificava de “primário e imbecil” e associava, inclusive, à idéia de inferno. A partir de 1992, a cegueira o impediu de escrever, privando-o da principal arma para lidar com essa inquietação. Depois disso, ele ainda concluiu alguns poemas e chegou a publicar, em 1994, o livro João Cabral de Melo Neto - Obra Completa.
No cotidiano, foi para o caminho das superstições. Educado em colégio de padres maristas, o poeta foi buscar de volta os princípios católicos que tanto se afastara. João Cabral de Melo Neto morreu com 79 anos no dia 9 de outubro de 1999, às 11:30 da manhã. De mãos dadas com a mulher, acabara de rezar um Pai Nosso.
João Cabral de Melo Neto foi o último grande poeta brasileiro deste século.

A mulher e a casa


João Cabral de Melo Neto

Tua sedução é menos
de mulher do que de casa:
pois vem de como é por dentro
ou por detrás da fachada.

Mesmo quando ela possui
tua plácida elegância,
esse teu reboco claro,
riso franco de varandas,

uma casa não é nunca
só para ser contemplada;
ou melhor: somente por dentro
é possível contemplá-la.

Seduz pelo que é dentro,
ou será, quando se abra;
pelo que pode ser dentro
de suas paredes fechadas;

pelo que dentro fizeram
com seus vazios, com o nada;
pelos espaços de dentro,
não pelo que dentro guarda;

pelos espaços de dentro:
seus recintos, suas áreas,
organizando-se dentro
em corredores e salas,

os quais sugerindo ao homem
estâncias aconchegadas,
paredes bem revestidas
ou recessos bons de cavas,

exercem sobre esse homem
efeito igual ao que causas:
a vontade de corrê-la
por dentro, de visitá-la.

 

Parar

Play/Pause

Diminuir Volume

Aumentar Volume


  Clique "Play" para ouvir a leitura...

topo da página

bibliografia: